Followers

Filmes

Loading...

Monday, May 23, 2011

Bomba Verde

O desmatamento em grande escala da floresta Amazônia pode agravar ainda outros problemas de caráter local (pontual) como expropriação de terras, miséria, conflitos e perda da qualidade de vida da população.
Com a evidente emergência da questão ambiental, a região amazônica adquiriu relevância internacional, tanto pela sua biodiversidade, quanto pelo modelo de ocupação implantado na região nos últimos 35 anos, colocando em evidência a oposição entre destruição e conservação.
Para o bom andamento, planejamento e ação das Reservas Extrativistas - RESEX e áreas de uso direto em geral são necessárias que haja áreas de amortecimento ou tampão no entorno impedindo que impactos ambientais penetrem para o interior dessas Unidades de Conservação - UC As áreas de amortecimento servem para compatibilizar as atividades de uso do solo de acordo com objetivos e finalidades do interior. A área de amortecimento da Reserva Extrativista Chico Mendes -- RECM compreende os 10 km circundantes à sua área. É importante nesta perspectiva caracterizar ambientalmente o entorno da RECM, bem como os usos do solo. As atividades do entorno na área de amortecimento da RECM não está sendo compatível com as atividades no seu interior e que desta forma a legislação não esta sendo respeitada. Dessa forma o estudo do entorno da RECM ganha relevância, pois o sucesso das RESEX e em particular da RECM depende em grande parte do sucesso da conservação dessas áreas de amortecimento ou tampão.
Palavras Chave: Unidades de Conservação, Reservas Extrativistas.

Sunday, May 15, 2011

UNIVERSUS - historico 1997 - 2011





UNIVERSUS - estudo 




UNIVERSUS 1997 – 2011




Universus eh o q sobrou daquilo tudo agora, eh o q dah pra ser feito com o q tem, acidente fortuito, erro, coisa tosca, merda, inesperado, chegada, engodo, ilusao, mentira, copia, colagem, energia latente, ganbiarra, casa do caralho, coisa sinistra, fino linho, o inalcancavel, o impossivel, revira volta, raiva em tons pasteis, azul do mar, branco das nuvens, flor no meio da multidao.
O primeiro UNIVERSUS foi parido em 1997 no ALFANDEGA, no armazem do Cais do Porto, mesmo sem nome no convite Aimbere deixou executar a montagem do negocio. Utilizamos o lixo do armazem q estava em baixo do palco, canos de plastico grossos e finos, arames… UNIVERSUS vem da necessidade de articular particulas, rede, nucleos, formar tecido, unir, interagir, tecer, desfazendo em tons oniricos a viagem psico-pompica, rizoma.
As profundezas do inferno honestamente ensinam, eh no cemiterio dos mortos vivos onde a raiz da arvore mais frondoza bebe a agua da vida, lah observei as pedras do poco humido onde a luz nao chega, o calor vem do bafo dos seres obscuros. UNIVERSUS, coisa descontrolado, obnubilada, hesferica e disformica, coisa publica, democracia de fato, participacao direta, ato.
Em 1998 peguei barbantes do atelie de minha mae, comecei a ligar objetos a outros.
Na casinha comecei de novo a coisa. A articulacao saiu da casa, foi pra Vila, tomou rumo & a Universidade. No Cambralha de 1998, sob severa critica, o UNIVERSUS se fez presente, com mais de 10 toneladas de sucatas da instituicao da morte, mais de 500 quilos de roupas, mais de 10 quilometros de barbantes… 100 alunos fazendo a coisa existir. Quando um professor pos-doutorado falou em sala q o UNIVERSUS eh arte contemporanea, tudo ficou menos estranho para o social. Outro professor q falou sobre o Universus, do Dep. de Artes, disse – “Me lembra Helio Oiticica”.
O UNIVERSUS, na PUC-Rio, mesmo sendo um espaco extremamente elitista, expos para mais de 10 mil alunos, professores e moradores das redondesas, o q as instituicoes da morte representam.
O maior educador brasileiro dissede baixo do UNIVERSUS, no Cambralha, q lembra “O Ministerio da Educacao, e somente colocando fogo e comecando tudo de novo para ter jeito”. Lauro de Oliveira Lima, Tunga, Cabelo, Chacal e muitos outros pensadores falaram, cantaram, recitaram de baixo do UNIVERSUS naquela semana. 
O UNIVERSUS mostra tudo aquilo q nao queremos ver, bem de perto, energia arquetipica destrutivas em movimento, independentes e inatas. Talvez essa fosse outra definicao de cinema, “energias arquetipicas em movimento”. 
No ano seguinte, 1999, uma menina perguntou se era possivel o UNIVRSUS no MAM, Festival Glauber Rocha… a sincronicidade sincronica, acidente fortuito, o nao dito, elementos alquimicos em atividade.
Universus eh o q sobrou daquilo tudo agora, eh o q dah pra ser feito com o q tem, acidente fortuito, erro, coisa tosca, merda, inesperado, chegada, engodo, ilusao, mentira, copia, colagem, energia latente, ganbiarra, casa do caralho, coisa sinistra, fino linho, o inalcancavel, o impossivel, revira volta, raiva em tons pasteis, azul do mar, branco das nuvens, flor no meio da multidao.
UNIVERSUS PUC-Rio 1998 - montagem

UNIVERSUS montagem

 UNIVERSUS PUC-Rio - fragmento


 UNIVERSUS montagem


 UNIVERSUS desmontagem Cambralha 10.10.10



Monday, May 9, 2011

cambralha wiki

http://pt.wikipedia.org/wiki/Usuário:Cambralha